Blog Post - Start Bootstrap Template

Como prevenir acidentes no trabalho em altura?

Getra




Como prevenir acidentes no trabalho em altura?


Quando o trabalhador exerce suas atividades em locais que estão acima de 2 metros do nível inferior, seja o solo ou não, é considerado trabalho em altura. O que regula essa área é a Norma Regulamentadora n.º 35 (NR 35). O trabalho realizado sob essas condições tem alguns riscos, como por exemplo quedas de escadas ou andaimes, são comuns, infelizmente. 

Toda atividade requer cuidados e equipamentos específicos, priorizando a segurança e o bem estar dos colaboradores. A melhor maneira de evitar acidentes é seguindo as disposições da NR 35. O que dará segurança para os funcionários mas também para organização que garante estar cumprindo todas as diretrizes. É essencial que haja capacitação e treinamento de todos os empregados que trabalharão nas atividades em altura. A carga horária deve ser de 8 horas

A NR 35 lista responsabilidades tanto do patrão quanto dos empregados para garantir a proteção de todos que frequentam o local de trabalho. Estas são algumas das obrigações do empregador:

garantir que sejam implementadas as medidas de proteção da NR;

desenvolver um procedimento de operações para as atividades em altura;

acompanhar o cumprimento das medidas de proteção da NR e das empresas de segurança do trabalho;

garantir que os empregados tenham informações atualizadas sobre os riscos da atividade e de todas as medidas de segurança;

assegurar que o trabalho em altura seja sempre feito sob supervisão, de acordo com a análise de riscos e a atividade bem como um plano de resgate de vítimas de eventual acidente.
        
Já para os empregados, essas são algumas responsabilidades:

cumprir todas as disposições da lei e das normas a respeito do trabalho em altura, inclusive as obrigatoriedades que o empregador impõe;

colaborar sempre com o empregador garantindo que as medidas de segurança estejam sendo implementadas;

interromper suas atividades sempre que for constatada uma evidência de riscos graves para a sua segurança e saúde bem como demais envolvidos;

zelar pela própria segurança e também das outras pessoas que frequentam os locais em que há trabalho em altura.

Para que todas as medidas sejam eficazes também é necessário o uso de EPI’S, alguns mais genéricos outros específicos, como cinto de segurança do tipo paraquedista; trava quedas; talabartes (ajustáveis, simples e duplos tipo Y);linhas de vida vertical e horizontal; ancoragens; capacete com jugular; botina; luva de segurança.